segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

Bolo de aniversario da minha sogra

Oi meninas dia 22 foi aniversário da minha sogra e sobrou para mim a responsabilidade de fazer o bolo de aniversário dela resolvi topar.
Antes de colocar a mão na massa eu tinha planejado na minha cabeça como eu iria fazer o recheio, o bolo e a cobertura, o difícil foi por em prática.
Não ia ser muito fácil pois trabalho 8 horas por dia dentro de uma empresa, tem um filho de 3 anos em alguns momentos pensei em desistir pois seria muito trabalhoso e é o primeiro bolo que faço desse tamanho!
Sexta saí do trabalho às 17:30h, de lá segui para a casa da minha cunhada para pegar meu filho e me preparar para encarar a cozinha.
Comecei pelo recheio ela escolheu beijinho de coco e trufa de abacaxi foi os mesmos recheios que usei no bolo que fiz pro meu marido.(clique aqui pra ver a receita do recheio).
Foi necessário dobrar as receitas pra poder rechear todo o bolo.
A massa do bolo para decorar é uma massa comum de bolo branco ou de chocolate, mas o bolo não deve ser do tipo fofinho, pois na hora de montar ele se desfaz.
Até ai tudo bem bem fui dormir quase 01:30 da manhã de sábado mas consegui deixar os recheios e os bolos pronto.
No sábado a tarde quando fui cortar o primeiro bolo ele tava tão fofo que se desfez foi a treva, tive que fazer outro.
No final do dia com os bolos prontos a massa havia esfriado parti pra segunda etapa do procedimento, fatiar a massa e rechear o bolo.
A ultima etapa foi confeitar o bolo deu um trabalhão mais venci o desafio consegui terminar o bolo.Não coloquei as fotos passo a passo por que estou sem maquina e num deu tempo de pegar a da minha sogra emprestada.
Ficou divino, nem acreditei.

Vou passar a receita que usei pra fazer o bolo:

Ingredientes
04 ovos (gemas e claras separadas)
03 colheres (sopa) de margarina ou manteiga
02 xícaras(chá) de açúcar
01 xícara (chá) de leite
04 xícaras (chá) de farinha de trigo
01 colher e meia de fermento em pó (colher de sopa)

Modo de preparar
Bata a margarina e o açúcar até ficar clarinho, com a batedeira ainda ligada acrescente as gemas uma a uma, depois acrescente o trigo e o leite (eu não usei a medida do leite coloquei até dar ponto a massa não pode ficar nem muito dura e nem muito mole).
Com a batedeira desligada acrescente as claras em neve e o fermento misture com uma espátula ou colher de pau.
Despeje a massa em uma forma untada, e leve ao forno pré aquecido para assar por +ou- 40 minutos, ou até que enfiando um palito ele saia limpo.

Bolos de final de ano.

Esse foi o bolo que fiz pro niver do meu pai dia 27 de dezembro, fiz um bolo comum de chocolate agora o recheio e a cobertura deste bolo gente é uma delicia eu peguei a receita no blog da minha amiga Marita (parabéns marita seu brigadeiro foi aprovado).
É Brigadeiro mole ai tirei o chocolate e fiz brigadeiro branco com a mesma receita.
Não teve quem não provasse um pedaço desse bolo... pena que o calor era tanto que tava derretendo a cobertura...

Brigadeiro mole receita da Marita mais fiz de forma diferente mudei umas coisinhas:

Ingredeientes
1 lata de leite condensado
a mesma medida de leite de vaca
1 colher de sopa de margarina
2 colheres de sopa de maisena
5 colheres de sopa de Nescau (usei cacau em pó)
1 pitada de sal (não coloquei)
Modo de preparar
coloquei todos os ingredientes no liquidificador e bati por uns 2 minutos, coloquei em uma panela em fogo baixo e deixe apurar. Deixe esfriar e reserve.
Depois que esfriou eu bati na batedeira por mais 2 minutos assim o brigadeiro ficou mais cremoso e com brilho.
Dica: pra fazer o brigadeiro branco eu tirei o chocolate e acrescentei 1 gema peneirada.

meninas essa foi a Torta que fiz por encomenda em dezembro (foto acima).

sexta-feira, 22 de janeiro de 2010

Panela de pressão

Panela de pressão

Como funcionam as panelas de pressão
Panelas de pressão são utensílios muito comuns nas cozinhas, existem em vários tamanhos e modelos e podem ser encontradas em alumínio, teflon ou aço inoxidável. A diferença básica da panela de pressão para uma panela comum é que ela funciona hermeticamente fechada; sua tampa é 'vedada' com um anel de borracha para evitar que o ar saia. Além disso possuem válvulas de escape e segurança. Numa panela comum, mesmo que tampada, o cozimento de qualquer alimento é bem menos intenso.

Funcionamento
Sob a pressão ambiente a água ao ferver atinge a temperatura máxima de 100ºC, o que acontece numa panela comum. Quando a panela de pressão (completamente fechada) é aquecida a pressão interna aumenta porque a água e o ar dentro dela se expandem e o volume da panela continua constante. Essa pressão maior faz com que o ponto de ebulição da água também aumente de 100ºC para 120ºC. Com a temperatura da água fervente mais alta do que em uma panela comum, os alimentos são cozidos bem mais rápidos, economizando tempo e gás ou energia (no caso de fogões elétricos).

Depois que a água ferve, sua temperatura não aumenta mais, apenas produz vapor, por isso deve-se diminuir a fonte de calor pois não fará diferença no cozimento, apenas no consumo de gás ou energia e na evaporação da água. Em seguida a pressão interna atinge o limite que a panela suporta e o vapor que se forma consegue levantar o pêso e escapar um pouco pela válvula estabilizando seguramente a pressão interna.

Segurança

Para garantir a segurança na utilização as panelas de pressão tem duas válvulas (que podem variar de acordo com o modelo). A maior, comumente com um pêso, serve para estabilzar a pressão interna que se forma durante o uso. A segunda válvula, um pouco menor, serve como segurança da primeira. No caso de haver algum entupimento ou mal funcionamento, esta válvula menor se rompe para liberar a pressão excessiva

Como usar panelas de pressão adequadamente:

Ao comprar
Para o bom funcionamento das panelas de pressão alguns cuidados devem ser tomados. Leia com atenção as instruções do fabricante, pois os modelos, tamanhos e materiais utilizados na fabricação podem variar, sendo necessários diferentes procedimentos com cada tipo de panela. Somente compre ou utilize panelas de pressão que tenham certificados de institutos competentes.

Acessórios
Não use a panela se a tampa estiver amassada ou com o anel de borracha avariado ou ressecado. Retire o anel de borracha para ser lavado e sêco à cada utilização evitando que ele se 'cole' à tampa da panela com o acúmulo de resíduos. Como a borracha sofre variações com altas temperaturas, o anel deve ser trocado à cada 3 meses, ou de acordo com as instruções do fabricante.

Verifique também se as válvulas de segurança e escape, assim como o pêso estão perfeitos e não
apresentam entupimentos, limpe-os bem à cada utilização e nunca tente reparar nenhuma das peças. Assim como o anel de borracha, elas podem ser compradas separadas e trocadas por inteiro. Se tiver dúvidas ou dificuldades para reinstalá-las, leve a um representante autorizado para fazer o serviço.

Utilize sempre um mínimo de dois a três copos de água e encha a panela com água e alimentos no máximo na proporção de 2/3 de seu volume interno. É importante ter espaço livre dentro da panela para a formação do vapor, cozimento dos alimentos e para evitar entupimentos das válvulas. Quando cozinhar à vapor, coloque dois a três dedos de água por baixo do suporte adequado para este tipo de cozimento.

Ao cozinhar
Ponha a panela em fogo alto para aquecer e quando começar a liberar vapor regularmente pela válvula principal, começar a fazer ruído, diminua a fonte de calor pois a temperatura interna se manterá constante. Assim irá diminuir um pouco o vapor liberado e o ruído, aumentará a segurança na utilização da panela, economizará gás ou energia e os alimentos a serem cozidos ficarão com mais caldo.

À menos que a receita diga o contrário, marque o tempo de cozimento de cada alimento a partir do momento em que a panela de pressão começar a liberar o vapor de maneira regular. Normalmente entre 10 e 15 minutos uma panela em bom estado de funcionamento já terá atingido à pressão correta. Se demorar mais do que isso, poderá ter ocorrido algum entupimento na válvula ou vazamento de ar através do anel de borracha. Nesse caso desligue o fogo e deixe a panela esfriar naturalmente ou coloque-a na pia sob um fio de água fria para esfriá-la mais rapidamente para poder avaliar o problema com segurança.

Depois que terminar o tempo de cozimento ou se perceber algum mal funcionamento durante o uso, somente abra a panela de pressão após seu resfriamento e normalização total da pressão interna com a externa. Para saber se a pressão já está normal, depois de esfriá-la naturalmente ou na pia, levante o pêso sobre a válvula principal e observe se ainda sai vapor. Quando não sair mais poderá abrí-la tranquilamente.

Alimentos a serem preparados em panelas de pressão

Uma variedade enorme de alimentos podem ser preparados na panela de pressão e em bem menos tempo. Várias receitas podem ser adaptadas apenas recalculando e diminuindo o tempo de cozimento dos alimentos.

Cortes mais firmes de carnes podem facilmente ser amaciados para o preparo de sopas, bifes, assados e strogonoffs. Leguminosas sêcas, mesmo sem ficar de molho durante a noite, são rapidamente preparadas e com o resultado final igual. Legumes podem ser cozidos na água ou no vapor (com auxílio de um suporte adequado) e mantém suas cores, texturas e sabores perfeitos. Deliciosas sobremesas e até mesmo massas podem ser fácil e rapidamente preparadas quase num ′piscar de olhos′. Experimente!

Além disso pode-se preparar alimentos ainda congelados, cozinhar leite condensado em lata para preparar doce de leite para sobremesas e esterilizar alimentos e conservas devido à alta temperatura. Leia com atenção o manual que acompanha a panela de pressão para poder obter dela o máximo de benefícios possíveis e os melhores resultados que pode oferecer. Nesses manuais encontram-se, comumente, tabelas para o cozimento de diversos alimentos, assim como sugestões para a adaptação de receitas.

Saiba também

Criação
A panela de pressão foi inventada por um físico, matemático e inventor francês
chamado Denis Papiin sendo batizada de 'digestor', que era usado para extrair toda a gordura de ossos e amaciá-los. Muitos ajustes foram necessários até que o inventor conseguisse usar o equipamento com segurança. Dessa forma acabou por desenvolver também uma válvula para escape da excessiva pressão que se formava no interior do equipamento, parecida com as válvulas das atuais panelas de pressão.

Outras aplicações
De lá pra cá muitas modificações foram feitas, mas o princípio básico se manteve o mesmo. Novos materiais foram empregados na sua fabricação e tamanhos e modelos foram diversificados dando origem a outras máquinas usadas comercialmente e no setor hospitaleiro para a esterelização de materiais cirúrgicos e outros utensílios, assim como na conservação de alimentos e fabricação de papel. Assim, além de servirem na cozinha, panelas de pressão podem também ser úteis na esterilização de utensílios metálicos de manicure devido à alta temperatura que a água atinge em seu interior.

terça-feira, 19 de janeiro de 2010

Bolo de ameixa-preta com glacê

Bolo de ameixa-preta com glacê

Ingredientes

1 lata grande
400 g de ameixa-preta em calda, escorrida, sem caroço
1 1/2 xícara de manteiga em temperatura ambiente
3 xícaras de açúcar mascavo peneirado
6 ovos
3 1/4 xícaras de farinha de trigo
1 colher (sopa) de fermento em pó
1 1/2 xícara de iogurte natural
2 claras
Decoração

1 xícara de uva rubi
1 xícara de uva thompson
2 xícaras de açúcar
100 g de balas de goma sortidas, cortadas em fatias finas
Para a glacê
2 xícaras de açúcar de confeiteiro
2 colheres (sopa) de conhaque(opcional)
2 colheres (sopa) de leite

Modo de preparo
No processador, bata as ameixas até formar um purê e reserve.
Na batedeira, bata a manteiga e o açúcar por cinco minutos ou até obter um creme fofo.
Adicione os ovos e bata bem. Junte o purê e bata por mais um minuto.
Acrescente a farinha misturada com o fermento, aos poucos, alternando com o iogurte e misturando após cada adição.
Transfira para uma fôrma de 24 cm de diâmetro e 11 cm de altura, untada com manteiga, e leve ao forno moderado (180 °C), preaquecido, por uma hora e dez minutos.
Abaixe a temperatura do forno para 150 °C e asse por mais dez minutos ou até que, ao enfiar um palito no centro do bolo, ele saia limpo. Deixe amornar.
Desenforme em um prato e espere esfriar. Em uma tigela, bata as claras com um garfo até ficarem líquidas. Mergulhe as uvas, retire com um garfo deixando escorrer e passe pelo açúcar. Transfira para uma grade para secar bem.

Prepare a glacê
Em uma tigela com o açúcar, misture aos poucos o conhaque e o leite batendo com um garfo até obter um creme espesso. Despeje por cima do bolo.
Quando endurecer, decore com as uvas e as balas de goma no centro e sirva. Rende 12 porções.

Conteúdo e foto site Claudia

sexta-feira, 15 de janeiro de 2010

A todo(a)s um ...
Recadinhos para Orkut com Ternura - BOM FIM DE SEMANA



quinta-feira, 14 de janeiro de 2010

Você sabia!

Goiaba: reduz o nível de colesterol e auxilia o emagrecimento.

Encontrada em qualquer época do ano, a goiaba é uma fruta muito saudável e saborosa. Seu inconfundível cheiro faz com que seja muito fácil de ser identificada.
Mas, o que as pessoas ainda não sabem, é que a goiaba vermelha também é benéfica na redução do colesterol e da pressão sangüínea.

Isso acontece porque a fruta é rica em Licopeno e em fibras solúveis. Este tipo de fibra possui a capacidade de se ligar aos ácidos biliares interferindo na absorção de gorduras.
A ingestão de um pedaço de goiaba vermelha por dia pode reduzir consideravelmente os níveis de pressão arterial, do colesterol e triglicérides.

Além de todos estes benefícios, a fruta ainda é uma fonte de Vitamina C. Portanto, vale a pena incluí-la na dieta alimentar de toda a família, pois isso, associado a uma alimentação saudável e à prática de exercícios físicos regulares, pode auxiliar na prevenção de doenças cardíacas.

E o melhor de tudo: uma goiaba que pesa 100 gramas, por exemplo, tem apenas 57 calorias. Isso talvez explique porque ela é uma das frutas mais consumidas pelos adeptos da dieta dos pontos, onde sua equivalência é igual a zero ponto.
Mas, é claro, tem que ser consumida de forma equilibrada.

Uma outra curiosidade e, para a surpresa de muita gente: a sobremesa Romeu & Julieta vem a ser uma opção bem menos calórica do que se supõe.
A clássica combinação da goiabada (30 gramas) com uma fatia de 25 gramas de queijo prato soma só 171 calorias.

Dra. Sylvana Braga
Médica ortomolecular, nutrologista, reumatologista e fisiatra

Conteúdo do site: Boa forma - Nutrição

Musse de goiaba

Ingredientes
1/2 kg de goiaba
3 colheres (sopa) de açúcar.
1 xícara (chá) de creme de leite fresco
3 folhas de gelatina vermelha
3 claras

Modo de Preparo
Bata a goiaba sem casca até formar um purê. Coe e despreze as sementes. Transfira para uma panela e junte o açúcar. Leve ao fogo baixo, sem parar de mexer, até o açúcar se dissolver completamente. Deixe esfriar. Bata o creme de leite em picos firmes e reserve. Hidrate a gelatina conforme as instruções do fabricante e junte a mistura de goiaba fria.
Mexa bem e acrescente o creme de leite. Incorpore-o com movimentos de baixo para cima. Reserve. Bata as claras em neve e misture-as ao creme de leite. Mexa com cuidado até formar uma espuma homogênea. Distribua em taças e leve à geladeira até ficar firme.

hunmmmm deu água na boca...

Conteúdo do site Ana Maria

segunda-feira, 11 de janeiro de 2010

Empadinhas de frango

Empadinha de frango
Ingredientes
Massa
1 kg de farinha de trigo
400 g de manteiga
3 gemas de ovos
Sal a gosto

Modo de fazer
Coloque os ingredientes numa bacia. Trabalhe a massa com as mãos até ficar homogênea e soltando dos dedos.

Recheio
2 peitos de frango
Sal, alho e pimenta-do-reino
1 cebola grande
2 cols. (sopa) de manteiga
Salsa, cebolinha, tomate e pimentão a gosto
200 ml de leite
5 cols. (sopa) de farinha de trigo
Gema para pincelar

Modo de fazer
Tempere o frango com sal, alho e pimenta-do-reino. Depois de cozido, desfie. Pique a cebola, coloque a manteiga, a salsa, a cebolinha, o tomate e o pimentão, e refogue o frango. Acrescente um pouco do caldo que sobrou do cozimento. Misture a farinha no leite e jogue no refogado.
Misture até encorpar. Vai virar um creminho. Desligue o fogo e deixe esfriar. Despeje nas forminhas já forradas com a massa. Com o restante da massa, faça tampinhas e cubra as empadas. Pincele a gema e arrume-as numa assadeira. Leve ao forno médio por 25 a 30 minutos.

Conteúdo do site Ana Maria

sexta-feira, 8 de janeiro de 2010

Pavê trufado de chocotone

Que tal aproveitar aquele panetone que sobrou do natal e fazer uma sobremesa delíciosa! se é que sobrou né....




Pavê trufado de chocotone

Ingredientes
400 g de chocolate meio amargo picado
1 lata de creme de leite sem soro
1/2 xícara (chá) de Nutella
300 g de chocotone
1 xícara (chá) de leite
100 g de gotas de chocolate para decorar

Modo de preparo
Em banho-maria, derreta o chocolate, misture o creme de leite e a nutella. Corte o chocotone em fatias e umedeça-as no leite. Forre com filme plástico o fundo e as laterais de uma fôrma retangular. Alterne camadas de chocotone e camadas de creme de chocolate. Decore com as gotas de chocolate.

Dica: Faça também essa receita com sobras de panetone.

Conteúdo do site Ana Maria

segunda-feira, 4 de janeiro de 2010

Coxinha de Frango

Essa receita é, bem caseira e muito fácil de fazer, valeu a pena aprender

Ingredientes
Usamos:
3 copos (tipo requeijão) de caldo de galinha (do cozimento do peito de frango)
1 colher cheia margarina (40 g)
sal à gosto
3 copos (tipo requeijão) de farinha de trigo
2 gemas (opcional)

Para empanar
passar na farinha de trigo
nas claras
farinha de rosca caseira

Recheio
à gosto.

Meça o caldo e devolva na mesma panela de pressão que você cozinhou, (nem precisa lavar a lateral interna (que tem restinhos de peito). Se o caldo não for suficiente, complete a medida com água. Aguarde levantar fervura (que sem sal ferve + rápido), tempere com margarina e sal.
De uma vez coloque a farinha de trigo. Você reparará que podera colocar + farinha, é para cozinhar mesmo, até desprender do fundo da panela . Desligue e misture rapidamente as gemas, para não serem cozidas com o calor da massa. Nasce uma massa amarelinha.
Mande para bancada untada com farinha de trigo. Sove morna com as mãos ou quentinha com espatula, tomando tempo, sem pressa. Cuidado para não queimar as mãos.
Quanto + sovar mais macia será será! Cubra com pano de prato.
olha como a massa fica bonita. Depois é só rechear a gosto.

essa coxinhas algumas são de carne outras de frango e essa receita foi feita na casa da minha querida amiga Gislaine, e quem nos ensinou a fazer essa receita foi a Vera tia do meu esposo.

Dica: para cada copo de caldo meça um copo de farinha de trigo.

Férias - fazendo Torta de Biz

Olha eu ai gente fazendo Torta de Biz na casa da minha amiga Gislaine.... ela que me hospedeu 10 dias em sua casa... obrigada Gi valeu por me aturar



como não tinha forma de fundo falso montei numa travessa de vidro ficou tipo um pavê, hunmm ficou uma delícia.... essa receita faz um sucesso!
.... ×`•.¸.•´× (¨`•.•´¨)
....(¨`•.•´¨). ×`•.¸.•´×
... ×`•.¸.•´×
¸.•´
( `•.¸ vim dizer um
`•.¸ )
¸.•)´
(¨`*.*´¨)
.`*.¸(¨`*.*´¨)
.... *`*.¸.*´* (¨`*.*´¨)
....(¨`*.*´¨). *`*.¸.*´*

_____ *oie*oie*oie*_______

pra todas voces ja estou de volta e cheia de novidades...
Ocorreu um erro neste gadget